BlogWe are Solutions.
Business Intelligence — Negócios Inteligentes para Resultados Sólidos.
17 Maio, 2021

Mais inteligência ao empreender. Como o sistema de B.I pode alavancar o seu empreendimento?

Dados sustentam decisões — Porque investir? Como investir e quando investir? No mundo corporativo, tomar uma decisão através de fatos verificados é muito mais importante do que a intuição momentânea, não é mesmo?

Onde e como a sua empresa está? O que a sua empresa possui? Para onde a sua empresa vai? E o que a sua empresa precisa para chegar onde almeja estar? — O que fundamenta a melhor resposta para essas perguntas?

Só é possível criar estratégias promissoras através de dados realistas, e ter respostas inteligentes é o cerne de um negócio inteligente

"Inteligência é a habilidade de se adaptar à mudança." — Stephen Hawking.

Contudo, tais respostas precisam ser respondidas de forma direta, clara e assertiva. A sua preparação de mercado e índice de inovação cresce à medida que o conhecimento de atuação — tanto de mercado quanto da sua empresa — avança.

Ou seja, negócios inteligentes requerem estratégias inteligentes. Mas como isso funciona? Quer entender mais sobre o assunto? Então vamos lá!

O histórico de números pode impulsionar uma nova história (ou produto).

Dados obtidos não são meramente valores passivos para amostras em painéis, são valores que devem fomentar decisões assertivas que impactem os ativos do seu negócio de modo positivo

Os dados são úteis para constituir Baselines. Baselines são os resultados básicos do modelo de negócio atual. E é possível alavancar estratégias a partir deles. 

É preciso mensurar baselines iniciais na procura de novas soluções para exceder os resultados até então — é preciso colocar o que tem em ordem para ordenar um sucesso maior

Qual caminho evitar e para qual caminho ir? Qual é a história que tais análises estão contando? Quais são as seguranças e os riscos presentes e futuros? Os ROI's (Retorno sobre Investimentos) estão azuis ou vermelhos? As baselines darão um norte básico para tais questionamentos.

Se X pessoas gostam de determinado produto e Y não, há Y's oportunidades de otimizar o produto ou serviço, por exemplo. "Porque os Y's não gostam e como fazer para que gostem?" — Otimizações ocultas podem ser reveladas ao se mensurar demandas.

Para baselines confiáveis, ferramentas como Inteligência Artificial e Machine Learning são essenciais, embora pareçam ter o mesmo sentido, há uma grande diferença em ambas. É sobre essa diferença que falaremos no tópico seguinte. 

Inteligência Artificial e Machine Learning — Semelhantes, mas não iguais.

Inteligência é como o nosso cérebro calcula, compreende e interage o mundo ao nosso redor, a cada segundo, todos os dias. Já a Inteligência Artificial (IA)  é a capacidade do computador de fazer o mesmo.

IA é uma larga ciência sobre as habilidades humanas e Machine Learning (ML) é apenas um subconjunto de IA que treina a máquina para aprender e tirar conclusões que uma pessoa tiraria. Ou seja, a IA é o ofício de treinar máquinas para realizar tarefas humanas.

Embora sejam parecidas, a IA é a ciência de emular comportamentos e reações humanas como um todo em máquinas. ML é o método atrás da IA de como as máquinas aprendem com os dados. 

A Siri de Apple e as Redes Sociais (Facebook, Instagram, TikTok, etc) são exemplos respectivos, práticos e diários sobre IA e ML.

É bom entender que o Machine Learning constrói modelos estatísticos que predizem o mundo, mas que também concedem insights a partir destes mesmos dados.

Alguns benefícios de Machine Learning são:

  • Experimentações da metodologia de trabalho;
  • Heurísticas assertivas;
  • Usabilidades de produto;
  • Baselines sólidas.

Para o Mundo Digital ao qual estamos vivenciando, a tecnologia de IA com ML se tornou vital para qualquer modelo de negócio — Transformação Digital é o termo para a aplicação dessa estratégia (e outras mais) para empreender através de Softwares e Sistemas

Artigo-5-blog-corpo

Um bom exemplo disso é a aplicação da Tecnologia Blockchain no setor financeiro. Abra, fundada em 2014, é uma empresa financeira de ativos digitais de Mountain View, Califórnia, que atingiu 500 mil agentes em todo o mundo no período de um ano. Já a Western Union, fundada em 1851, levou 150 anos para atingir o mesmo resultado. 

A Transformação Digital faz o uso de técnicas e ferramentas tecnológicas — de Softwares, Sistemas e Apps —  para novas oportunidades de mercado, que tem se tornado cada vez mais digital. Business Intelligence é a coleta e análise dos dados destas ferramentas para o uso inteligente dos mesmos, elevando-as para novos níveis de mercado.

"Use ferramentas inteligentes para obter resultados sólidos" — Microsoft.

Negócios Inteligentes para Resultados Atraentes.

O poder da informação da Era Digital é tão valioso que grandes empresas — como Google, Facebook, Apple — crescem cada vez mais ao aglomerarem tais informações para através delas gerarem novas estratégias de produto, empresa e mercado.

Para o acúmulo dessas informações dá-se o nome de Big Data — informações de uso (ou desuso), feedbacks, dados cadastrais, etc. O Big Data pode ser diluído para a Data Warehouse — um depósito cooperativo que armazena dados por assunto ou estratégia e que alimenta as dashboards (telas de apresentação das informações para acompanhamento).

Esses impérios da tecnologia chegaram onde estão ao usarem essas mesmas informações para aprimorarem os seus sistemas e produtos — acompanhando-os metricamente. 

Alguns modelos de negócios até surgem pelo mero acaso da necessidade de mercado, mas só permanecerão e crescerão através de estratégias inteligentes — e essas informações precisam ter peso para serem credibilizadas. Tecnologia é a inovação através da informação construtiva

"Alguns modelos de negócios até surgem pelo mero acaso da necessidade de mercado, mas só permanecerão e crescerão através de estratégias inteligentes."

Business Intelligence — B.I ou Inteligência Empresarial — portanto, é o uso de dados relevantes como assistente (ou ator principal) para decisões que trarão resultados assertivos. B.I não somente se relaciona com o Big Data, mas também procura entendê-lo.

Essa análise de dados para tomada de decisão é fundamental para qualquer departamento corporativo — vendas, pessoas ou finanças.

"É o Business Intelligence que você precisa para superar os resultados desejados." — Forbes

PowerBI é um de muitos exemplos de Self-Service de Business Intelligence para trazer indicadores chaves (KPI's) à tona. Fornece informações interativas em forma de relatórios "à pronta entrega", como um autoatendimento de performance da Data Warehouse

B.I, entretanto, vai e extrai mais a fundo as oportunidades enraizadas nesse campo fértil de informações.

Artigo-5-blog-corpo-copiar

B.I — O DNA do Sucesso.

Para cada estratégia há uma ferramenta. A coleta de dados no B.I é o apontamento do que está dando certo e o que está dando errado, é também a observação do cenário atual para ter uma previsão de como será. 

Desde tempos primórdios, no Oriente Médio, muitos fazendeiros faziam a análise de condições climáticas para o benefício de suas aldeias. Pescadores também observavam a altura da maré para saber o melhor momento para ir pescar. A análise de campo, portanto, é uma ótima ferramenta para premeditar ações.

As informações do ambiente em que estamos nos auxilia na tomada de decisões a todo momento, não é diferente para empreender. Os KPI's (Indicadores-Chave de Performance — KPI), por exemplo, são muito utilizados em Marketing como ferramenta para análise de atuação estratégica digital. Eles não medem o clima, mas medem a temperatura do seu produto (ou empresa) no mercado digital.

O uso de sistemas integrados acumulam dados e informações a partir do seu baseline inicial. A Inteligencia Artificial com a Machine Learning aceleram e até refinam esse processo. É no Big Data Corporativo que se acumula esses dados. A situação é cíclica e a cada novo ciclo uma nova oportunidade de inovar nasce.

O ciclo da Machine Learning é repetível, e a cada repetição é possível minerar uma oportunidade. Vejamos abaixo um exemplo do Machine Learning Life Circle:

1. Faça a pergunta certa.

2. Colete os dados.

3. Treine o algoritmo.

4. Experimente.

5. Colete os resultados.

6. Use os resultados.

É baseado nessas estratégias (e muitas outras) que o Facebook atingiu a receita de US $28 bilhões (Jan, 2021) e a Google com US $56 bilhões (Fev, 2021).

B.I não é ter somente a ferramenta certa, mas o acúmulo de ferramentas inteligentes que, ao estarem correlacionadas, darão as informações certas que se irão se encaixar perfeitamente na lacuna que há entre o problema e os resultados almejados do seu empreendimento.

Além de denotar pontos fortes e pontos fracos, o B.I possui as seguintes qualidades:

  • Controle Operacional;
  • Direcionamento;
  • Otimização;
  • Agilidada;
  • Segurança.

O B.I no departamento de Marketing e Comercial, por exemplo, concede:

  • Percepção e oportunidade de mercado; 
  • Análise comportamental do consumidor; 
  • Frequência de consumo; 
  • Tendências de investimentos; 
  • Monitoramento de Mídias; 
  • Estudo de concorrência.

Com tantas informações obtidas através da tecnologia, a tomada de decisão deixa de ser abstrata e se torna real.  

Com a força crescente das informações interligadas através do IoT (Internet of Things), a necessidade de eficácia entre a interação de dados processuais de IA, cliente e empresa se torna bem expressiva. O uso dessas ferramentas inteligentes para empreender tem sido inevitável, e a estratégia B.I sobre elas também.

Artigo-5-blog-corpo-copiar-2

As oportunidades são imensas para a Gestão de B.I. Com isso nós te perguntamos: o seu empreendimento está preparado para o futuro? Não se preocupe, a INTERGALAXY S/A sediada em Curitiba/PR — uma smart city nacional — tem tudo preparado para o seu empreendimento se tornar referência no Brasil e no mundo.

We are Innovation. We are Technology. We are Solutions.

We are Intergalaxy!

Quer saber mais sobre nós e nos conhecer melhor? Mantenha-se atento e siga o nosso Blog, Instagram, Facebook ou Linkedin.


 

#WeAreITX #intergalaxy #inovação #tecnologia #design #empreendedorismo #tecnologiadigital